Mudamos de Casa!

Se você já nos acompanha ou leu alguns posts anteriores sabe que passamos boa parte desses últimos 6 meses morando em um studio (quarto/cozinha/banheiro) no centro da Auckland. O contrato que fechamos pelo studio era de 6 meses e já estava chegando ao fim, então era hora de decidir se ficaríamos mais 6 meses ali ou procuraríamos um novo lar. Bom, pelo título do post 🙈 spoiler alert 🙉 você já deve imaginar qual foi a decisão.

Sim, decidimos procurar um novo teto e vamos contar como foi o processo. Primeiramente, vamos aos principais motivos que nos fizeram decidir sair do nosso studio.

1 – Custo de vida no centro: viver no centro tem suas vantagens, é perto da nossa escola, das principais estações de trem e de ônibus, restaurantes e parques. Mas tudo isso tem um preco. E no nosso caso o preço veio em forma de conta de energia e de água/gás. Além do nosso aluguel de $340 por semana (na verdade era $390 mas alugavamos nossa garagem por $50), pagávamos mensalmente em torno de $100 de energia e $80 de água/gás, sem contar os $75 de internet. Pesquisamos um pouco e concluimos que poderiamos pagar o mesmo valor de aluguel com todas essas despesas inclusas.

2 – Estilo de vida: somos de São Paulo e sabemos como é morar numa grande cidade. Quando escolhemos vir pra Nova Zelândia tínhamos como objetivo principal deixar pra trás a correria da cidade grande. Por mais que Auckland seja a maior cidade da Nova Zelandia, existem muitos bairros residenciais tranquilos, sem prédios, casas sem portões e bastante verde. Diferentemente do centro, que é como qualquer centro de cidade grande, com muitos prédios, muita gente, e pouca convivência com o inglês nativo. Como diria a Stella, “nada a ver”!

3 – Nosso carro, a Ravinha: decidimos comprar um carro pra faciliar nossa vida por aqui. O transporte público, apesar de eficiente, ainda é bastante limitado e chegar em alguns lugares pode custar horas do seu dia se você depender apenas de trem e ônibus. Com a compra do carro perderíamos a receita do aluguel da nossa vaga, o que acrescentaria $200 mensais nas nossas depesas.

Quando iniciamos nossa procura pela nova casa, consideramos as seguintes opções: encontrar uma unit como eles chamam aqui, que nada mais é do que um puxadinho espaço auto-sustentável (com banheiro e cozinha próprios) dentro de uma outra casa, ou dividir a casa com outras pessoas, algo que é muito comum por aqui já que geralmente as casas são bem grandes e as famílias nem tanto.

Optamos por procurar uma casa para dividir, porquê depois de 6 meses morando num “quarto” queríamos mais espaço. Além disso, acreditamos que a convivência com outras pessoas podia ser bom pro nosso inglês e pra ampliar nosso “network”. Usamos basicamente o TradeMe pra procurar as casas, ja que eles tem uma sessao especialmente pra esse tipo de moradia, o Flatmates Wanted. Nosso critério de seleção foi o seguinte:

  • Preço: entre $300 e $400 com as contas inclusas.
  • Localização: próxima ao trabalho de um de nós dois.
  • Língua: inglês como língua oficial da casa, de preferência nativo.
  • Privacidade: banheiro exclusivo ou bom espaco privativo.

A primeira casa que nos interessamos, um anúncio de uma família do tipo “comercial de margarina”, nem chegamos a visitar. Chegamos tarde, logo que entrei em contato fui informado que havia uma pessoa interessada e me avisariam caso ela desistisse. Não aconteceu.

Visitamos também uma casa em Takapuna, vista pro lago, porém antiga, um pouco mal cuidada e que não atendia nossa exigência em relação a língua, já que a dona/locatária era chinesa.

Depois disso visitamos 2 casas na região de Glenfield/Hillcrest, bem próximas ao meu trabalho. Gostamos das duas, os preços eram similares e estava bem difícil de decidir. No entanto, mais uma vez chegamos tarde em uma delas e outra pessoa que já tinha visitado decidiu ficar com a suíte, o que facilitou nossa escolha pela outra casa.

Nossas visitas foram sempre bem rápidas. Rolava aquele tour básico pelas instalações, falávamos do preço e conversávamos um pouco pra mostrar o quanto somos legais e seríamos ótimos flatmates 😇. Brincadeiras a parte, sempre procurávamos conversar pra saber se rolava alguma empatia logo de cara, afinal ninguém quer viver numa casa com pessoas que não tem o mínimo em comum.

Pra fazer a mudanca usamos a Ravinha. Como deu pra ver no vídeo, usamos mesmo! Foram 3 viagens pra conseguir levar tudo do studio pra casa nova. Não parece mas em 6 meses acumulamos algumas coisas como utensílios de cozinha, uma mesa dobrável, caixas, uma bike, uma estante… fora tudo que trouxemos do Brasil.

Essa é a nossa segunda semana morando na casa nova e estamos curtindo bastante. Nosso quarto é bem privado, temos bastante espaço e os donos da casa são ótimos, um casal (kiwi/americana) bem tranquilo e sociável. Também mora na casa um outro rapaz americano, parente da dona, que tem os horários tão diferentes dos nossos que só nos encontramos 2 vezes! A vizinhança é bastante verde e continuamos tendo tudo por perto (mercados, lojas, trabalho… eu ouvi fabrica de sorvete 🍦?). Agora a Stella vai de carro pro trabalho e eu vou de bike ou a pé. Continuamos cozinhando e fazendo tudo que fazíamos no nosso antigo studio, porém numa casa muito mais equipada e com muito mais espaço. Pagamos $330 por semana com todas as despesas inclusas, o que irá nos gerar uma economia mensal de aproximadamente $300.

E viveram felizes para sempre…. (calma, ainda não)

Quer saber mais sobre moradia na NZ, clique AQUI!

 

 

 

 

3 comentários sobre “Mudamos de Casa!

  1. Opa! Acho que zerei a internet sobre vida na Nova Zelandia com o blog de voces! kkk O ultimo a achar mas acho que é o mais gostei. E tb o mais próximo do que penso e sinto neste momento. Tb estou largando um emprego fixo (na verdade sou advogado, mas sou socio de um escritorio) pra me jogar aí. Gostei demais do post sobre arrumar trabalho e sobre o custo de vida. Estou indo pra Christchurch em fevereiro e estou já na correria de arrumar as coisas aqui pelo Brasil, e não tem sido fácil. Tenho uma pergunta pra vcs, que acho que é o único ponto que ainda tenho dúvida. Estou indo primeiro com um curso de ingles pago por 4 meses, pra aprimorar o inglês e ficar estudando a cidade e as necessidades para saber em qual área estudar, já que meus 10 anos de experiencia em Direito nada vão servir aí. A minha pergunta é: no seu curso de Business, a instituição que vcs estudam fazem algum tipo de aconselhamento pra trabalho, comentam algo sobre o mercado de trabalho? Quero saber se eles procuram ajudar a procurar algo ou não existe programa neste sentido… Parabéns pelos textos e por tirar um tempo pra ajudar quem está no mesmo caminho que voces!

    Curtir

    1. Fala Eduardo! Primeiramente gostaríamos de dizer que seu comentário nos trouxe dois tipos de sentimentos: muita satisfação por você ter nos achado e ter curtido nosso conteúdo, e um pouco de culpa por não manter uma regularidade nos nossos posts devido a essa vida corrida de quem está tentando imigrar! Por outro lado também serviu pra nos motivar a continuar escrevendo! Quanto a sua pergunta, acho que todas as escolas oferecem algum tipo de ajuda sim, seja com montagem de currículo, preparação pra entrevista, ou divulgação de vagas de emprego e estágio. Porém algumas escolas talvez sejam mais efetivas que as outras. O meu conselho seria, procure uma boa escola (de nível 1) e você provavelmente vai ter esse suporte, porém o que vai contar mesmo na hora de conseguir o emprego é o seu esforço (além do inglês, experiências e etc). E já que você está com a cabeça aberta e considerando mudar de profissão, avalie a lista de profissões em demanda no site da imigração, talvez seu caminho pra se tornar residente seja um pouco mais fácil se optar por uma dessas profissões.

      Boa sorte pra você nesse mundo novo e pensamento positivo que vai dar tudo certo! E se precisar de alguma informação pode contar conosco!

      Abraço!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s